Educação Previdenciária de Qualidade

Simplificando a Previdência

O objetivo do site Previdência Simples é simplificar as leis e procedimentos referentes à Previdência Social no Brasil e temas afins

O objetivo do site Previdência Simples é oferecer informações atualizadas sobre os benefícios previdenciários e seus procedimentos, de forma simples,  direta e com qualidade. Vamos traduzir para você, em linguagem simples e acessível, o funcionamento do sistema de Previdência Social brasileiro, sempre focando os benefícios e procedimentos realizados pelo INSS. A nossa abordagem será prática e pensando em você, cidadão comum, que não tem conhecimentos técnicos e nem entende dos inúmeros jargões e siglas utilizados pelos advogados e pelo INSS.

Simplificando a Previdência
Os segurados do INSS tem diversas dificuldades para entender as leis previdenciárias

Dificuldades atuais dos Usuários do INSS

Sabemos das dificuldades enfrentadas pelos segurados do INSS ao requerer um benefício junto à Autarquia. Muitos não sabem quais são os documentos necessários para dar entrada no seu benefício, outros tem dúvidas sobre se tem ou não direito à determinadas prestações. No Brasil, as leis previdenciárias são extremamente complicadas e controversas. Até mesmo para experientes operadores do Direito, é difícil entender todos os procedimentos a as inúmeras alterações que ocorrem na legislação a todo o momento. O resultado disso é que muitos segurados ficam sem receber o seu benefício por desconhecer o seu direito. Muitas vezes a pessoa até sabe que tem o direito, mas não sabe como consegui-lo.

Neste cenário, o que mais preocupa é que muitos benefícios são negados de forma incorreta, para pessoas que trabalharam durante uma vida inteira, e se essas pessoas não tiverem um conhecimento mínimo de como funcionam as Leis e o sistema previdenciário, podem amargar uma velhice difícil, sem receber qualquer benefício ou receber um benefício de valor muito inferior ao que efetivamente teria direito. O mesmo se aplica para qualquer outro segurado que tenha direito a outros benefícios e que irão passar por uma situação financeira difícil devido à sua desinformação.

A previdência social está disponível através dos canais gratuitos disponibilizados pelo INSS

Resolvendo problemas sem precisar ir a uma agencia

 A  maioria das pessoas que lota as agências do INSS diariamente poderia resolver o seu problema pelo site Meu INSS ou pelo telefone 135. Muitos procedimentos não necessitam de advogados, despachantes ou atravessadores em geral. A própria pessoa pode solicitar o seu benefício ou revisão  junto ao INSS, desde que tenha um mínimo de informação de qualidade e um pouco de conhecimento. Quem teve o benefício negado poderá entrar com recurso e pedir uma nova análise sem precisar entrar na justiça. Acompanhe o nosso Blog e você vai receber diversas dicas sobre como resolver a maior parte dos assuntos relacionados ao INSS.

E caso tenha qualquer dúvida relacionada ao Direito Previdenciário ou aos procedimentos do INSS, é só entrar em contato conosco através dos comentários que será brevemente esclarecido.

você pode gostar também
10 Comentários
  1. João oliveira Diz

    Muito bom o site ! Parabéns..

    1. benjamin Diz

      Obrigado João! Espero que continue nos acompanhando.

  2. Micaela Diz

    Olá! Tudo bem? Quero agradecer pelo trabalho realizado no site e de antemão peço desculpas caso minha pergunta seja repetida.

    Gostaria de saber se o período de afastamento por doença conta como mês “trabalhado” para a solicitação do seguro desemprego?
    Fiquei afastada por 5 meses mas decidi voltar e tentar ficar bem, o motivo foi depressão/ansiedade com algumas situações graves. No entanto, agora estou me sentindo mal novamente e, ao invés de solicitar novo afastamento, gostaria de fazer um acordo para ser demitida. Mas o seguro desemprego será necessário para manter meu tratamento.

    Obrigada!

    1. benjamin Diz

      Micaela

      Obrigado pelas suas palavras em relação ao blog. Quanto a sua pergunta, ela não é repetida não. Na verdade, ela foge um pouco aos propósito do blog que são apenas os benefícios pagos pelo INSS. No caso do Seguro desemprego, o mesmo é mantido e pago pelo MTE e eu realmente não poderei te ajudar por falta de conhecimento dos critérios para percepção desse benefício.

      Abraços.

  3. Ana clara Diz

    Boa noite gostaria de Saber se tenho direito ao auxilio martenidade entrei em 10/12/2013 foi demitida em 14/08/2014 e recebir 4 parcelas do seguro desemprego. Mais tive outro registro em carteira de 13/06/2015 foi demitida em 14/08 2015 e to gravida de oito mês. Eu tenho direito ao auxílio?

    1. benjamin Diz

      Ana Clara,

      Infelizmente você perdeu a qualidade de segurada e não faz jus ao benefício. De qualquer forma, após o nascimento do seu filho faça o requerimento no INSS para ter uma resposta oficial. Não custa nada !

      1. Marcilene C. Diz

        Bom dia! Que bom que existem pessoas como você para postar conteúdos que são de verdadeira utilidade publica! estou também com dúvidas sobre se tenho direito ao benefício do salário maternidade. Eu trabalhei em uma empresa de 21/11/2010 a 07/11/2012 com carteira assinada. Quando saí recebi seguro desemprego. Meu filho nasceu em 15/06/2014 hoje ele já tem três anos. Na época eu não sobre o seguro desemprego para desempregada nunca havia ouvido falar na verdade então nunca fui atrás para saber. Será que tenho direito ao benefício pois ví outro dia no site do INSS que existem casos em que a mãe pode recorrer e receber até o filho completar 4 anos. Essa informação é verídica? Desde já agradeço pelo post e pelos comentários anteriores de outras pessoas que foram respondidos pois já sanaram muitas das minhas dúvidas e assim como eu acredito que ajudou também outras pessoas! Parabéns pelo trabalho!

        1. benjamin Diz

          Marcilene, obrigado pelo comentário!

          Quanto à sua dúvida, é certo que realmente tem direito, pois com o recebimento do seguro desemprego sua qualidade de segurada se manteve por dois anos após a saída do último emprego. Desta forma, até 12/2014 você ainda estava em período de graça. Considerando que o prazo para o requerimento é de até 5 anos após o nascimento da criança, então ainda está em tempo de receber. Faça um agendamento pelo tel 135 ou pelo site, leve todos os seus documentos e os da criança. Qualquer dúvida estamos aqui. Abraços.

  4. Olá,sou filha de agricultores de assentamento,reforma agrária,sempre morei no sítio com meus pais trabalhando na roça,sou mãe solteira desde os 21 anos,como meu filho nasceu com problemas de saúde tive que ir pra cidade por causa do tratamento dele,hoje ele está com 3 anos e 10 meses,e eu com 25 anos,gostaria de saber se tenho direito ao salário maternidade.
    Os documentos que tenho que prova que morei lá e trabalhei na roça São matrícula escolar,fichas médicas de atendimentos,nome incluso na escritura no Incra,cadastro da família.
    Cadastro na ficha de agente de saúde,e bolsa família,e assistência técnica.

    1. benjamin Diz

      Fernanda

      Direito você tem, mas precisa provar isso no INSS para receber o benefício. Sugiro que você procure o Sindicato rural do seu município ( onde trabalhou) para dar entrada.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência de navegação. AceitarMais Informações