Educação Previdenciária de Qualidade

Consulta INSS Empresa: Veja como fazer!

Saiba como consultar se a sua empresa está em dia com o INSS

Consultar o INSS da empresa

O pagamento do INSS não é uma obrigação apenas para os trabalhadores. As empresas contratantes também precisam fazer o pagamento de uma parte do imposto, o chamado INSS Patronal.

Este pagamento é feito mensalmente, porém muitas empresas não sabem como consultar seus recolhimentos e débitos com o INSS.

Vamos mostrar hoje como fazer a consulta INSS empresa, utilizando o número do CNPJ, para analisar os pagamentos quitar possíveis débitos.

Como funciona o INSS da empresa

O pagamento ao INSS é feito tanto pelos empregados quanto pelas empresas empregadoras. O intuito do INSS não é apenas pagar as aposentadorias, mas ajudar às pessoas que mais necessitam.

Por este motivo, as empresas auxiliam para a manutenção do INSS com suas contribuições.

Mensalmente, a empresa deve recolher ao INSS 20% do valor total pago como remuneração aos seus funcionários.

Isso significa que, se uma empresa pagou num mês como salário o valor de R$ 150.000,00, deverá recolher de INSS um total de R$ 30.000.

É muito importante que a empresa esteja em dia com o INSS

Como fazer a consulta INSS empresa

A consulta ao extrato de contribuições da empresa é feita por meio do site da Receita Federal:

  • Acesse o site de consulta INSS empresa
  • Escolha a opção de acesso com CNPJ ou CEI;
  • Digite o identificador (normalmente este campo é a raiz do CNPJ, ou seja, os oito primeiros dígitos ou o CNPJ completo);
  • Digite a competência do extrato que deseja gerar, no formato MMAAAA (por exemplo, para Janeiro de 2019, usar 012019);
  • Digite a sua senha do sistema, faça login e realize a consulta.

Caso a empresa ainda não possua a senha, ela poderá ser solicitada na mesma página clicando na opção “Cadastrar senha”.

Será exibida uma tela solicitando o número do CNPJ ou CEI. Preencha este campo e clique em Consulta.

Na próxima tela, serão solicitadas informações sobre as contribuições da empresa, para garantir a autenticidade. Tenha em mãos as últimas 20 guias de recolhimento para esta etapa.

Responda as perguntas solicitadas e clique em confirma.

A senha será gerada para acesso ao sistema.

Veja como emitir a Certidão Negativa de Débitos com o INSS

Como consultar se a empresa possui débitos com o INSS

Os débitos da empresa com o INSS têm natureza tributária, uma vez que o INSS é um imposto como qualquer outro.

Por isso as verificações das pendências de pagamento deste processo são feitas pela Receita Federal do Brasil ou pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional.

1.      Pela Receita Federal do Brasil na internet

No sistema da Receita, a empresa deverá consultar o Portal e-CAC. Para acessar esse sistema primeiramente é necessário gerar um código de acesso.

Para a geração do código, é necessário ter em mãos o CNPJ da empresa, CPF do responsável e Números dos recibos de entrega das duas últimas declarações do Imposto de Renda Pessoa Física do responsável pelo CNPJ.

Com o código de acesso e o CNPJ é possível acessar o sistema da Receita, onde o contribuinte poderá:

  • Gerar relatório com as pendências;
  • Acessar os programas e instruções para a regularização;
  • Visualizar os débitos detalhadamente;
  • Ter informações sobre débitos e parcelamentos;
  • Emitir DARF para o pagamento dos débitos.

Os débitos do INSS devem ser verificados no serviço: Consulta Pendências – Situação Fiscal – Relatório Complementar.

2.      Pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional na internet

Pelo site da Procuraria Geral da Fazenda, é necessário apenas o CNPJ para fazer a consulta. O documento gerado no site da PGFN é a Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União, conhecida como CND.

  • Acesse o site da PGFN;
  • Informe o número do CNPJ;
  • Digite os caracteres mostrados na caixa de confirmação;
  • Clique em consultar;
  • Na próxima tela, escolha se deseja emitir a segunda via de uma certidão ou uma nova certidão;
  • O documento será exibido na tela.

Neste documento apenas constará se a empresa possui ou não débitos inscritos em dívida ativa, não especificando a natureza deles.

Para uma informação mais detalhada é recomendado utilizar o sistema da Receita Federal, e-CAC.

3.      Pessoalmente nas Unidades de Atendimento da Receita Federal

Caso prefira, o sócio da empresa poderá fazer o requerimento da situação fiscal da empresa diretamente em uma das unidades da Receita.

Para isso, basta comparecer a unidade mais próxima, levando preenchida e assinada a Solicitação de pesquisa da situação fiscal e cadastral e Relatório Complementar de Situação Fiscal.

A pesquisa e detalhamento dos débitos serão feitas na hora pela Receita.

Veja como emitir uma Certidão de regularidade FGTS

Empresas do Simples Nacional pagam INSS?

Hoje muitos microempresários optam por ingressar no sistema Simples Nacional.

O simples é um sistema de pagamento de impostos unificado, que visa reduzir a carga tributária sobre os pequenos empresários e facilitar o pagamento dos seus impostos, já que este processo pode ser muito burocrático.

As empresas enquadradas no Simples Nacional não estão obrigadas ao recolhimento de 20% de INSS sobre sua folha de pagamentos. Logo, Simples Nacional não paga INSS.

Entretanto, estas empresas são obrigadas a fazer o recolhimento de terceiros, como o de seus funcionários, prestadores de serviço que são pessoas físicas ou produtores rurais, entre outros.

Simples Nacional 2019: veja as novidades

Este recolhimento não é um pagamento da empresa ao INSS, mas um simples repasse: o valor é descontado do funcionário que é quem realmente paga o imposto e repassado ao INSS.

A consulta INSS empresa é muito importante para que as empresas consigam controlar os valores pagos ao órgão do governo.

Quaisquer inconsistências devem ser informadas imediatamente ao INSS, para que possam ser corrigidas. Assim, a empresa evita problemas com a Previdência e também dores de cabeça com funcionários.
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.