Prova de Vida INSS: Como e Quando Fazer?

Você sabia que é obrigatória a realização da prova de vida INSS 2019, assim como a renovação da senha bancária, para todas as pessoas beneficiadas do INSS?

Pois é, e devem ser realizadas todos os anos. Inclusive, quem não fizer o procedimento pode até mesmo ter o benefício suspenso, que só vai voltar depois de toda a regularização.

Neste ano de 2019 todos os segurados e pensionistas do INSS vão precisar fazer este procedimento.

Para conferir mais sobre o assunto não deixe de conferir o nosso artigo de hoje!

Prova de vida INSS 2019. Afinal, o que é?

A prova de vida INSS 2019 é considerado um procedimento legalmente obrigatório. O grande objetivo é dar maior segurança ao cidadão e também ao estado brasileiro, evitando que aconteçam pagamentos indevidos, fraudes e etc.

Por exemplo, pode acontecer da pessoa morrer e outra continuar recebendo um benefício que não deve mais existir ou deve ser passado para outra pessoa, por exemplo.

Infelizmente, muitas famílias não cancelam a aposentadoria após a morte do titular, o que leva a Previdência Social a fazer pagamentos indevidos durante algum tempo.

Assim, a comprovação de vida realizada nos Bancos é de extrema importância para identificar quem realmente está vivo e apto a receber o benefício e serve como um recadastramento dos aposentados do INSS.

ATENÇÃO: A comprovação de vida é feita na agência bancária onde o segurado recebe o benefício, e não no INSS!

Novidades no procedimento para comprovar vida no INSS

O governo Federal emitiu uma resolução com o objetivo de facilitar a realização da fé de vida pelos segurados idosos do INSS.

Apenas para segurados com 60 anos ou mais, a prova de vida poderá ser realizada diretamente nas agências do INSS, mas antes de ir, a pessoa deverá fazer um agendamento, veja aqui como agendar.

A realização do procedimento nas agências do INSS não é obrigatória, ou seja, o titular do benefício poderá continuar fazendo a prova de vida no Banco em que recebe o seu benefício, independente da sua idade, mesmo que tenha mais de 60 anos.

Para aquelas pessoas com 80 anos ou mais e que estejam impossibilitadas de fazer a prova de vida no INSS ou no Banco por conta de problemas de saúde, poderá ser solicitada uma visita domiciliar por um servidor do INSS.

Desta forma, um servidor do INSS devidamente identificado vai até a residência e através desta visita o procedimento de comprovação é efetivado, sem a necessidade deste idoso sair de casa. Para isso, é necessário a solicitação diretamente na Agência.

Muitas Instituções Bancárias já estão equipadas com a Biometria

Prova de vida INSS – Como fazer?

O procedimento é bem simples! A pessoa que recebe o benefício deve ir até a agência bancária onde está cadastrado o seu benefício juntamente com um documento de identificação que tenha foto (pode ser RG, carteira de trabalho, carta de habilitação, passaporte, entre outros).

Para tornar todo o processo ainda mais seguro e prático alguns bancos já estão adotando o sistema de biometria, assim fica bem mais fácil realizar a prova de vida através de um terminal de autoatendimento.

Para cada benefício existe um mês específico para ser feita a comprovação de vida, e o mês é sempre o mesmo todos os anos. Portanto, se você se lembra quando foi que fez a comprovação de vida no ano passado, saiba que este ano será no mesmo mês.

Se você nunca fez a comprovação de vida, procure imediatamente a agência bancária e confirme qual a sua data para fazer este procedimento.

Quem não puder comparecer a agência bancária por motivos de doença ou de dificuldade de se locomover para que a prova de vida seja realizada, deve selecionar um procurador.

Essa pessoa deve fazer um cadastro prévio no INSS. Para saber como cadastrar uma Procuração no INSS, veja o nosso artigo sobre o tema aqui.

Como saber a Data para fazer a Comprovação de Vida?

Para saber a data de realizar o procedimento de comprovação de vida, o segurado deverá procurar a agência bancária onde recebe o seu benefício.

Normalmente, essa informação sai no comprovante de recebimento de benefício que é emitido ao receber o pagamento. Lá consta qual é o mês que o segurado deverá fazer a comprovação e a renovação de senha.

Caso não conste essa informação, você deverá se dirigir ao atendimento da agência bancária para confirmar essa data.

Para cada benefício a data de renovação da senha é diferente, mas é o mesmo mês todos os anos.

A informação sobre essa data só é fornecida pelo banco onde você recebe o benefício, portanto, não adianta ir até uma agência do INSS para obter essa informação.

E quem é segurado do INSS e mora no exterior?

 No caso de aposentados que moram fora do Brasil, pode ser realizado a prova de vida INSS 2019 através de um procurador, que também deve ser cadastrado previamente na Previdência.

Nesses casos ainda há outra opção, que é um documento de comprovação de vida emitido pelo consulado, juntamente com um formulário específico de atestado de vida para o INSS.

Se a pessoa achar mais fácil utilizar do formulário ele deve ser assinado com a presença de um notário público local, que vai efetuar o reconhecimento da assinatura do declarante por autenticidade.

Como funciona toda a questão do procurador?

Como mencionamos, tanto para os casos do exterior, como para os casos onde a pessoa está impossibilitada de ir até o INSS é possível ter um representante legal para isso!

Desta forma, o procurador deve comparecer até uma agência da previdência social, já com a procuração em mãos apresentando um atestado que comprove a impossibilidade da pessoa de estar no momento, além de portar documentos de identificação, tanto do procurador, quanto do beneficiário.

Mas como mencionamos também, é preciso que aconteça um cadastro prévio!

E nessa caso o procurador deve comparecer na agência com a procuração assinada (o modelo deve ser o disponível na página oficial do INSS) ou com registro de cartório (no caso de beneficiários não alfabetizados) e o atestado médico (que deve ser atualizado)!

Para baixar o modelo disponibilizado pelo INSS, clique aqui.

No caso de quem mora no exterior é necessário um atestado de vida que vai ser emitido pela autoridade consular do local.

Mas atenção: para cadastrar procuração no INSS é preciso comprovar que o titular do benefício está impossibilitado de se locomover, seja por uma doença, viagem ou internação.

A prova de vida pode ser feita por meio da biometria?

Como também já citamos, pode acontecer sim da prova de vida INSS ser feita por meio de biometria em caixas eletrônicos, mas devemos lembrar que nesse caso o uso da biometria é facultativo! Os bancos que já tem essa tecnologia pode escolher ou não a utilizar.

Se você tiver alguma dúvida, sempre procure os funcionários dos bancos para esclarecer.

E como funciona? Os aposentados são avisados antes? Todo mundo pode ir renovar no mesmo dia?

Toda essa questão de divulgação de datas é de responsabilidade dos bancos, que são os responsáveis por convocar as pessoas, geralmente os apesentados e pensionistas tem até o início do ano para fazer a prova de vida do ano anterior.

Cada instituição bancária tem uma regra, então é bom você ficar atento para não perder o prazo da prova de vida e acabar tendo o seu benefício suspenso.

Segurados do INSS devem fazer a Prova de Vida todos os Anos

E se eu perder a data ou não for?

Quem perder a data da convocação, ou por algum motivo não ir deve estar preparado para ter uma suspensão no pagamento até que a prova de vida seja realizada!

Para fazer a regularização dessa situação o beneficiário deve ir até a sua agência bancária e realizar a comprovação de vida, renovando sua senha! Dessa forma, vai voltar a receber o benefício que lhe é de direito.

Lembre-se: se você tiver 60 anos ou mais, o procedimento poderá ser agendado e feito no INSS.

Se tiver 80 anos ou mais e não tiver condições de se locomover, o servidor do INSS vai comparecer em sua casa e fazer todo procedimento.

Se você gostou das nossas informações acerca da prova de vida INSS 2019 continue em nosso site para conferir muito mais.