Educação Previdenciária de Qualidade

Empregador WEB: o que é, como utilizar

Veja para que serve e como utilizar o empregador web em sua empresa

Sistema Empregador Web

O empregador web é um sistema informatizado criado pelo governo para ajudar as empresas no momento da demissão de empregados.

Apesar de facilitar a vida das empresas, muitos empreendedores desconhecem a ferramenta, suas funções e a forma de utilizá-la, que pode causar perda de tempo e de trabalho no dia-a-dia da empresa.

Vamos mostrar agora tudo que você precisa saber sobre o empregador web, uma ferramenta que veio para ajudar a vida dos empregadores.

O que é o empregador web?

O portal empregador web é uma ferramenta disponibilizada pelo governo federal para facilitar o envio de informações das empresas referentes ao seguro desemprego.

Anteriormente, a empresa precisava fazer o envio de documentações físicas ao Ministério do Trabalho e Emprego referente a entrada no seguro desemprego dos trabalhadores demitidos.

Com o empregador web, todo esse processo é feito pela internet, o que diminui o tempo de espera do trabalhador e garante à empresa que as informações chegarão ao governo de forma precisa.

Por via do sistema é possível:

  • Enviar informações em lotes, ou seja, mais de um processo de entrada no seguro de uma só vez;
  • Eliminar a necessidade de compra de formulários especiais para fazer a entrada do processo;
  • Melhorar o prazo de envio das informações;
  • Reduzir gastos com mão de obra e documentações;
  • Segurança no envio das informações ao governo.

O empregador web e o e-Social

O e-Social é o sistema de gestão integrada dos dados trabalhistas, criado pelo governo federal.

Por meio deste sistema o governo consegue centralizar todas as informações relativas às relações de trabalho, inclusive o pagamento de impostos e a gestão previdenciária, além comunicações de aviso prévio e acidentes de trabalho.

Todas essas informações são enviadas pelas empresas mensalmente de forma eletrônica, minimizando a necessidade de papeis e controles paralelos.

Atualmente, a utilização do sistema é obrigatória para todos os empregadores e contribuintes. Dentro do e-Social a empresa informa de forma unificada as seguintes obrigações:

  • GFIP –  Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social
  • CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados para controlar as admissões e demissões de empregados sob o regime da CLT
  • RAIS – Relação Anual de Informações Sociais.
  • LRE – Livro de Registro de Empregados
  • CAT – Comunicação de Acidente de Trabalho
  • CD – Comunicação de Dispensa
  • CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social
  • PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário
  • DIRF – Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte
  • DCTF – Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • QHT – Quadro de Horário de Trabalho
  • MANAD – Manual Normativo de Arquivos Digitais
  • Folha de pagamento
  • GRF – Guia de Recolhimento do FGTS
  • GPS – Guia da Previdência Social

Como utilizar o empregador web

O sistema pode ser utilizado pela internet, acessando o site empregador web.

Para ter acesso, o empregador deverá fazer o cadastro, utilizando a opção “Cadastrar Gestor” disponível no menu do lado esquerdo do site.

Para realizar o cadastro, serão necessários dados da empresa, como CNPJ, nome, endereço e razão social, além dos dados pessoais do gestor responsável

Após o cadastro, será gerada a senha para acesso ao sistema e preenchimento dos dados do empregado desligado que receberá o seguro desemprego

Além do envio do formulário de dispensa, o empregador web também possui outras funcionalidades:

  • Consulta da lista de funcionários ativos;
  • Controle das folhas de pagamento enviadas ao governo;
  • Consulta das obrigações trabalhistas vinculadas à empresa;
  • Verificação dos benefícios previdenciários;
  • Acompanhamento do andamento do processo de dispensa enviado pelo sistema.

A utilização completa do sistema depende da utilização de um certificado digital. O Ministério do Trabalho e Emprego disponibiliza um manual com os detalhes da utilização do sistema com e sem o certificado digital.

Veja também

Simples Nacional 2019: entenda as mudanças
Contabilidade Simples Nacional
Carteira de Trabalho Digital

Principais problemas para acesso ao sistema

O acesso ao sistema empregador web pode sofrer instabilidade durante alguns períodos. Evite o acesso nos horários de pico de utilização, que acontecem durante o horário comercial.

O acesso de muitas pessoas ao sistema ao mesmo tempo deixa o site lento e pode trazer problemas de envio dos dados.

Além disso sempre verifique se algum programa instalado no seu computador impede a utilização total do site.

A confirmação da validade do certificado digital também é de extrema importância no acesso ao empregador web. Sempre confirme com sua certificadora se o seu certificado está ativo e pode ser reconhecido pelo site do governo.

Por último, garanta que o sistema operacional e o navegador que está utilizando são compatíveis com o site. O Ministério do Trabalho indica as seguintes configurações:

  1. Sistema operacional:
  • Windows 2000, XP ou superior.
  • Sendo uma aplicação web, independe.
  1. Navegador de internet:
  • Windows Internet Explorer, versão 9.0 ou superior ou;
  • Mozilla Firefox, versão 3.05 ou superior.
  1. Java Runtime (JRE) 1.6.x ou Superior (Caso o equipamento ainda não tenha o Java (JRE)
  2. Certificação Digital CNPJ e/ou CPF emitida por um órgão filiado a ICP-Brasil (www.icpbrasil.gov.br).

O que muda para o trabalhador?

Para o funcionário demitido, o processo de entrada no seguro desemprego não muda com a utilização do sistema do empregador web.

A única diferença que afeta diretamente o trabalhador é que por este sistema o processo é mais rápido, e com isso será possível diminuir o tempo de espera até receber o benefício.

O empregador web é uma ferramenta que visa desburocratizar e facilitar o trabalho das empresas no envio de informações ao governo.

Eventuais dúvidas ou problemas de acesso podem ser verificadas pelo telefone 158, o Alo Trabalhador, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, ou pelo e-mail [email protected]
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência de navegação. AceitarMais Informações