Salário Mínimo na Suiça: veja o valor

Saiba como está o valor do salário mínimo na Suiça atualmente e como é a política salário de um dos países com a melhor qualidade de vida do planeta

0

A Suíça passou a ter um salário mínimo em 2017, apesar de muitas regiões terem votado contra a regulamentação da existência da medida.

Ainda assim, em muitas regiões, esse salário mínimo será levado em conta na hora de definir o valor pago aos trabalhadores, por isso é essencial que quem esteja planejando em se mudar para o país, saiba de quanto foi estipulado.

A Suíça possui uma das legislações trabalhistas mais liberais do mundo, tornando o país uma grande opção para quem vai em busca de novas oportunidades.

Com o estabelecimento de um salário mínimo, é possível ter uma noção de quanto você ganhará em média, sabendo desde já que pode variar de acordo com a profissão. A seguir, confira mais sobre o salário mínimo na Suíça.

Salário mínimo na Suiça

Salário Mínimo na Suiça: Qual o valor atual?

Antes de saber o valor do salário na Suiça, é importante você ter conhecimento que o cálculo lá, diferentemente do Brasil, é feito em horas, e não é mensal como o nosso.

O salário mínimo na Suíça foi adotado recentemente pelo país. A hora do trabalho suíço custa em torno de 20 Francos Suíços, o que equivale a 18 euros, o que equivale a R$78,00.

Para você ter mais clareza sobre este valor, vamos dar um exemplo:

Um trabalhador que preste serviço 8 horas por dia, 5 dias por semana, durante um mês receberia por mês $ 3200 Francos suiços.

Em reais, estamos falando de inacreditáveis R$ 12.313,60. Esse é o mínimo na Suiça.

Cotação Salário Mínimo Suiça

A Suíça se destaca por possuir um dos maiores salários mínimos do mundo e por isso muitas pessoas vão para o país em busca de uma qualidade melhor de vida.

O salário mínimo da Suiça é modificado a cada ano, desta forma, dependendo de quando você pretende viajar, é fundamental conferir o valor atualizado para ter uma noção de quanto receberá em média.

Salário Mínimo na Suíça 2019

O salário mínimo na Suíça é uma base para que os empregadores saibam quanto pagar aos funcionários, mas dependendo da profissão, é possível ganhar muito mais.

Por exemplo, um professor do ensino primário pode ganhar em torno de 6.981 Francos Suíços, mas varia conforme os cantões do país.

A profissão de Jornalista possui uma recomendação de 6.440 francos suíços, o que não quer dizer que todos os profissionais da área ganham esse valor. Os pedreiros, com uma boa formação e anos de experiência, podem ganhar em média, 5.500 francos suíços por mês.

De modo geral, os valores dos salários pagos na Suíça parecem ser bem altos, no entanto não devemos esquecer que o país também possui um custo de vida alto, por isso ao querer se mudar para lá, lembre-se de analisar todos os setores, ver quanto irá gastar com aluguel, contas e lazer.

No Brasil atualmente, temos um salário mínimo muito baixo, em torno de R$ 998,00. Segundo proposta do governo, o Salário Mínimo pode aumentar para R$ 1.040 em 2020.

Política de salário mínimo Suíço

A política de salário mínimo na Suíça é relativamente nova e serve mais como uma base para as empresas e empregadores.

O valor que cada um receberá sempre dependerá da sua experiência (quanto mais tempo atuar, mais alto poderá ser o seu salário), assim como da sua qualificação profissional.

Mas de um modo geral, os trabalhadores não podem ganhar menos do que o valor por hora que foi estabelecido naquele ano, como mencionamos anteriormente.

Veja também:

Salário Mínimo nos EUA

Direitos Trabalhistas no EUA

Mercado de Trabalho na Suíça

A Suíça possui uma qualidade de vida bem alta e com excelentes remunerações, sendo o país ideal para pessoas que possuem uma boa qualificação profissional, pois podem se dar muito bem nas empresas.

Existe espaço para todos os setores no país, mas há algumas profissões que pagam melhor e que estão em ascensão na região.

Os educadores de forma geral, tanto professores quanto educadores de creche, são muito procurados e seus salários são reajustados todos os anos, representando um aumento no que ganham.

Jornalistas também são muito bem pagos e procurados, além de oficinais de treinamento do exército.

Além disso, o mercado de trabalho busca profissionais principalmente nas áreas da saúde, medicina e Tecnologia da Informação.

Para poder trabalhar na Suíça é necessário ter um visto de trabalho, por isso pode ser uma boa opção visitar o país primeiro em busca de emprego e depois que conseguir a vaga, voltar novamente com o visto de trabalho.

Para maiores informações sobre como consegui um visto para trabalhar no país dos Alpes, procure o consulado.

Salário Mínimo na Suiça
A Suiça é um dos melhores lugares do mundo para se morar e trabalhar

Legislação trabalhista na Suíça

A Legislação Trabalhista na Suíça  defende todos os direitos dos trabalhadores e estabelece a idade mínima para trabalhar, os valores que devem receber e todos os demais direitos que possuem.

Por exemplo, a idade mínima legal de trabalho na Suíça é de 15 anos, mas em alguns casos, jovens de 13 anos já podem começar a trabalhar, desde que sejam trabalhos leves, artísticos, serviços de mensageiro e outros.

Os cidadãos que fazem parte da EU, composta pela Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein, são livres para trabalhar em qualquer um desses países.

De acordo com a legislação da Suíça, a carga horária semanal é de 45 horas para os trabalhadores industriais, departamento de pessoal, técnicos e outros funcionários. Já para demais trabalhadores, a carga horária é de 50 horas semanais.

Se houver horas extras, mas que não exceda as cargas horárias mencionadas, devem ser pagas em até 25% a mais do que o salário.

Existem três tipos de contrato ao ser contratado por uma empresa, sendo que ele deve ser feito por escrito em conjunto com o trabalhador.

Os trabalhadores ainda possuem direito a férias anuais, licença por doença, licença maternidade, licença em caso de morte de um parente próximo e outros direitos.

Sistema de Previdência Social

O sistema de Previdência Social da Suíça é dividido em três partes que cobrem:

  • Aposentadoria por idade
  • Morte e invalidez
  • Seguro desemprego
  • Assistência em caso de doenças e acidentes
  • Subsídios no caso de perda de renda
  • Abono familiar

Para se aposentar por idade, é necessário ter em torno de 65 anos para os homens e de 64 anos para as mulheres.

Assim como no Brasil, todos os meses, a empresa desconta uma parte do salário do empregador e paga ao governo em forma de imposto, o que irá gerar a aposentadoria.

Em média, as empresas e os empregados pagam 4% ao governo todo mês. Quem for autônomo também contribui, um percentual de quase 8% por mês.

Sendo assim, a previdência é paga mensalmente pelo trabalhador e pode solicitá-la quando atingir a idade mínima exigida pelo país.

Demais detalhes podem ser obtidos com a empresa na qual será contratado. Sempre tire suas dúvidas e busque saber o máximo possível.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência de navegação. AceitarMais Informações