Educação Previdenciária de Qualidade

Quanto Rende o FGTS?

Veja qual o rendimento do FGTS e se vale a pena ou não fazer o saque

Quanto rende o FTGS? Esta é uma dúvida extremamente comum de muitos trabalhadores empregados no país.

O FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – é um benefício para os trabalhadores com a Carteira de Trabalho assinada, seguindo o regime de CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

Criado em 1967 com o propósito de assegurar e auxiliar os trabalhadores em casos de demissão sem justa causa, esse benefício nada mais é do que a retenção de 8% do salário bruto de um trabalhador, em que o empregador aplica ao fundo, mensalmente, na Caixa Econômica Federal, sendo possível ser sacado em algumas situações.

O que muitos querem saber é quanto rende o FGTS, baseando na sua previsão de rendimento monetário.
Rendimento mensal do FGTS: Afinal, quanto rende?

Quanto Rende o FGTS: Veja o Percentual

A pergunta que muitos fazem é: o benefício rende? Quanto rende o FGTS? Agora com a possibilidade de sacar o FGTS em determinados casos, é proveitoso mantê-lo rendendo?

O rendimento do FGTS é muito baixo. Resume-se na TR (Taxa Referencial) + 3% ao ano. Esse rendimento é menor até mesmo em comparação com a poupança (já conhecida por ter baixo rendimento), que é de TR + 6,17% ao ano.

Isso acontece porque os parâmetros para o rendimento do FGTS foram estabelecidos com base na poupança, e mensalmente, são corrigidos pela inflação. A cada dia 10 do mês, o valor é ajustado de acordo com os depósitos feitos.

Com a aprovação do projeto de lei que modifica a taxa de juros do FGTS, esse rendimento pode ser maior.
Redimento do FGTS aumentou a Partir de 2019

Nova taxa de transição do FGTS para 2019

O projeto de lei que visava uma nova taxa de transição do FGTS foi aprovado pela Câmara dos Deputados, e entrará em vigor a partir do dia 1º de janeiro de 2019.

Essa lei reajusta o índice, que antes era de 3% ao ano, para 6% ao ano. Ou seja, o rendimento do FGTS irá dobrar, se igualando ao da poupança, com uma taxa referencial de 0,5% ao mês.

Esse reajuste será válido para todos os depósitos feitos a partir de 1º de janeiro de 2019. Aqueles depósitos feitos anteriormente serão reajustados nos valores já depositados. O rendimento do FGTS irá progredir, já que os valores do juros irão dobrar, após essa correção, ano após ano.

Como sacar seu FGTS

Para fazer o saque do benefício, seus documentos serão solicitados. A operação é feita pelo trabalhador, que comparece a uma agência da Caixa portando seus documentos pessoais de identificação e solicita o saque.

Antes de fazer o saque, no entanto, é importante você fazer uma consulta do FGTS pelo CPF  na internet para verificar qual o valor disponível no seu caso.

No caso de rescisão de contrato por acordo, após o 5º (quinto) dia útil da quitação da multa rescisória, o trabalhador pode comparecer a qualquer agência da Caixa para fazer o saque do benefício.

Em caso de rescisão de contrato, o empregador comunica o ocorrido à Caixa, e após 5 (cinco) dias úteis, o FGTS pode ser sacado.

O benefício também pode ser sacado na compra de um imóvel, possibilitando dar de entrada o valor do rendimento para a aquisição.

Como consultar seu FGTS

Para fazer a consulta do FGTS, é necessário ter o número do PIS (Programa de Integração Social) em mãos. Utilizando o número do CPF, é possível encontrar o número do PIS no portal Meu INSS, e com ele, poder consultar o FGTS.

Também é possível receber via SMS o valor do FGTS. Outra opção para a consulta é um aplicativo, para fazer isso de forma mais rápida e acessível: o FGTS Trabalhador.

O aplicativo está disponível para Android, iOS e Windows Phone.

Nele, o trabalhador fará seu cadastro com seus dados e solicitará a sua senha para o acesso ao portal, consultando o extrato do seu FGTS quando desejado, além fazer atualizações no endereço e localizar locais de atendimento Caixa mais próximos.

Também é possível fazer a consulta do FGTS pelo site www.caixa.gov.br/extrato-fgts, usando o CPF. Basta seguir as instruções para o cadastro, e assim conferir o saldo disponível.

Se nenhuma das opções for viável, existe a possiblidade de receber mensalmente o valor do FGTS via carta. Basta ir em alguma agência da Caixa ou ligar para a Central de Atendimento, 0800 726 0101.

O FGTS é um Fundo do Trabalhador Brasileiro Administrado pela Caixa Econômiva Federal

Certidão de Regularidade do FGTS: CRF

Você que é trabalhador de Carteira Assinada, sabia que poderá verificar se a sua empresa está regular com as contribuições ao FGTS?

É isso mesmo. A Caixa Econômica Federal disponibizou uma forma de fazer a consulta de regularidade das empresas quanto ao recolhimento do FGTS dos seus empregados.

E a boa notícia é que não é nada difícil fazer a consulta. Para isso, basta que você tenha o número do CNPJ da empresa em que trabalha e siga alguns passos bem rápido.

Embora muitos empregados se preocupem sobre quanto rende o FGTS, de nada adianta esse preocupação se a empresa não está recolhendo de forma correta o seu Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço, não é verdade?

Então fique atento e veja como consultar se a empresa está recolhendo de maneira correta o FGTS dos seus funcionários.

Empréstimo Consignado FGTS

Você sabia que já é possível fazer um empréstimo consignado tendo o FGTS como garantia?

É isso mesmo que você leu. A Caixa Economica Federal acabou de liberar essa nova modalidade de empréstimo consignado.

Desta forma, se você está precisando muito de dinheiro, pode contar com essa modalidade de crédito com juros bem mais acessíveis que as outras modalidades.

Para maiores informações sobre o empréstimo consignado FGTS, clique no Link e veja o artigo.

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.