O Presidente do INSS, Leonardo Rolim, prorrogou mais uma vez o fechamento das agências do INSS em todo o país, através da Portaria Conjunta 17, publicada ontem no Diário Oficial da União.

O objetivo da medida é resguardar servidores e segurados, considerando que a maior parte das pessoas que vão procurar atendimento nas agências são doentes, aposentados e mulheres grávidas.

As agências estão fechadas para o atendimento ao público desde o dia 20 de março e inicialmente a previsão de fechamento era até o dia 30/04. Com o avanço do Coronavírus, o prazo foi estendido para o dia 22/05 e agora para 22/06.

Segundo informações recebidas pelo Site Previdência Simples, o Presidente do INSS se baseou em um Estudo feito por servidores da casa e do Ministério da Economia para manter o fechamento das Agências.

A proposta do estudo é que a reabertura aconteça somente no mês de agosto, mas ainda não há certeza se o INSS acatará essa previsão.

O estudo informa ainda que as agências do INSS não possuem equipamentos de proteção individual ( EPIS) para uma eventual reabertura das agências. Outro problema enfrentado pelo Instituto é que a maior parte dos servidores que trabalham atendendo o público estão no grupo de risco, dificuldando ainda mais a situação.

Servidores continuam trabalhando em Home Office

Embora as agências do INSS continuam fechadas para atendimento ao público, os servidores do Instituto continuam fazendo análise de benefício tanto nas agências quanto em Home Office.

Nesse sentido, o INSS tem avançado na análise de benefícios que aguardavam uma decisão a vários meses e que estavam parados na fila virtual do órgão.

Segundo informações do próprio INSS, praticamente todos os servidores estão fazendo algum tipo de trabalho neste período, e o objetivo é acabar com as filas de processos até agosto.

Serviços do INSS continuam disponíveis pelo MEU INSS

Embora as agências ainda estejam fechadas, a maior parte dos serviços disponibilizados pelo INSS podem ser solicitados pela Plataforma Meu INSS ou pelo telefone 135.

Caso seja necessário apresentar algum documento, o próprio segurado poderá digitalizar e inserir documentos na plataforma, a exemplo do que já está acontecendo com o auxílio doença que está sendo concedida uma atencipação por procedimento totalmente digital.

Muitas pessoas que não tem conhecimento com tecnologia e informática estão esperando a reabertura das agências para resolver qualquer tipo de pendência com a Previdência, como solicitar aposentadoria, mas isso não é recomendável, considerando que não existe previsão para a reabertura acontecer.

Portanto, se você está precisando de algum tipo de serviço do INSS, o mais recomendado é que procure um dos canais remotos oferecidos pela Instituição e faça logo o seu pedido.