Educação Previdenciária de Qualidade

Reforma da Previdência 2019

Veja os principais pontos da Reforma Previdenciária no Brasil em 2019

A Reforma da Previdência 2019 é um dos temas mais importantes discutidos no Brasil atualmente.

Não poderia ser diferente, afinal, é algo que vai interferir na vida de todos os cidadãos brasileiros, sobretudo aqueles que ainda não se aposentaram.

Quem está próximo de se aposentar fica preocupado com as mudanças, pois tem medo de ter que trabalhar muitos anos a mais para conseguir a sonhada aposentadoria.

E o motivo de tanta preocupação é justificável, pois é no momento da aposentadoria que precisamos de uma renda maior, considerando o aumento das despesas com remédios e os cuidados com a saúde em geral.

Portanto, é importante que você fique atento nas discussões que atualmente estão sendo feitas no Congresso Nacional sobre a Reforma da Previdência 2019.

Reforma da Previdência 2019: Vai realmente ocorrer?

É praticamente certo que teremos uma reforma da Previdência neste ano de 2019.

O Presidente da República Jair Bolsonaro já entregou o texto com a Proposta de emenda à Constituição com a reforma ao Congresso Nacional.

O texto entregue é a proposta oficial e definitiva do governo, depois de várias idas e vindas.

Baixe aqui o texto com a reforma da Previdência na íntegra
Veja se vale a pena se aposentar antes da reforma
Servidores Públicos na reforma: como fica a aposentadoria?

Agora é questão de tempo para que o texto contento a reforma previdenciária seja encaminhado à votação na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Outro ponto importante a ser destacado é que já foi emitida através de medida provisória, uma minireforma da Previdência, alterando diversos benefícios do INSS, principalmente o Salário Maternidade e o Auxílio Reclusão. Para saber as mudanças no Salário Maternidade, clique aqui.

Pelo que podemos perceber do texto apresentado pelo governo, haverá uma grande mudança nos regimes de aposentadoria,  sobretudo a Aposentadoria Por Tempo de Contribuição.

A partir de agora, o contribuinte vai precisar de uma idade mínima para se aposentar que segundo o texto, será de 65 anos para os homens e 62 para as mulheres.

Mas fique atento: para que as regras possam de fato valer, é necessária ainda a aprovação das medidas.

Outro ponto que vai ser modificado com a reforma da previdência é a fórmula de cálculo do valor da aposentadoria.

A partir de agora, para receber o salário de benefício integral, ou seja, 100% da média das contribuições, serão  necessários 40 anos de contribuição segundo a proposta apresentada.

Veja como simular a sua situação na reforma da previdência
Veja aqui se a Reforma da Previdência 2019 já foi aprovada

O Que Vai Mudar com a Reforma da Previdência 2019?

Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Embora ainda seja muito cedo para afirmar o que vai mudar com a Reforma previdenciária a ser votada no Brasil, alguns pontos parecem certos.

De acordo com a proposta apresentada pelo Governo Bolsonaro, a ideia é criar no Brasil um sistema de Aposentadorias nos moldes do sistema do Chile.

Para saber como funciona a Aposentadoria no Chile, clique aqui.

O sistema adotado no Chile é o chamado sistema de capitalização, onde cada trabalhador faz contribuições para uma conta individual.

Para saber de forma detalhada como funciona o Regime de Capitalização, clique no link.

No regime de capitalização, as contribuições são administradas por fundos privados, que procuram investir o dinheiro no mercado financeiro, buscando uma melhor rentabilidade.

Segundo a proposta, esse sistema começaria a valer integralmente apenas para quem ainda não entrou no mercado de trabalho.

Para as pessoas que já contribuem mas ainda não possui os requisitos para a aposentadoria, continuará a vigorar um sistema de repartição simples.

Veja quem já tem direito adquirido na Reforma da Previdência

O texto oficial da Reforma da Previdência 2019

Como foi amplamente divulgado pela mídia, o texto com a proposta de emenda constitucional (PEC) da Reforma da Previdência já foi disponibilizado. Veja aqui na íntegra.

De qualquer forma, é importante registrarmos aqui que o texto encaminhado ao Congresso é apenas uma proposta por enquanto.

Outra questão importante a ser lembrada é que uma proposta de reforma da previdência pode sofrer diversas modificações na Câmara e no Senado Federal.

Assim, para termos certeza do que será aprovado, só mesmo após a votação com a chancela final do Congresso Nacional.

Idade Mínima para Aposentadoria: como vai ficar?

Reforma da Previdência. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Um tema que está claro na Reforma da Previdência 2019 é a instituição de idade mínina para Aposentadoria.

Atualmente, a Aposentadoria por Tempo de Contribuição não faz a exigência da Idade, podendo o contribuinte se aposentar com 35 anos de contribuição se homem, ou 30 anos se mulher.

Já a Aposentadoria por idade exige 65 anos para os homens e 60 para mulheres, com um mínimo de 15 anos de contribuição.

A única ressalva a ser feitas nestes casos é a aplicação do fator previdenciário, que diminiu a renda do cidadão conforme a sua idade.

A proposta de Reforma da Previdência apresentada pelo governo Institui uma  idade mínima de 65 anos para o homem e 62 para as mulheres.

Desta forma, deixa de existir a Aposentadoria Por Tempo de Contribuição, tornando-se obrigatório no Brasil uma idade mínima para qualquer pessoa que queria se aposentar.

No entanto, haverá uma regra de transição para as pessoas que estão próximas da aposentadoria, conforme demonstraremos mais adiante.

Portanto, se você já está próximo da aposentadoria, vai ter uma regra mais branda.

Tempo mínimo de contribuição para se aposentar

Atualmente, a Aposentadoria por idade exige 15 anos de contribuição.

A proposta de reforma apresentada pelo Governo quer mudar este tempo para 20 anos, no caso de trabalhadores filiados ao INSS e 25 anos para os servidores públicos.

Neste caso, ao final do período de transição, teríamos duas exigências para a Aposentadoria no Brasil pelo INSS:

  • 65 anos de idade homem
  • 62 anos de idade mulher
  • 20 anos de Contribuição ambos os sexos

Cálculo do valor do benefício no texto da Reforma

Ainda segundo a proposta apresentada pelo governo, os trabalhadores que ganham mais de um salário mínimo vão precisar contribuir durante 40 anos para receber 100% do salário de contribuição.

Hoje o teto da previdência é de R$ 5,839 mil.

Para quem recebe um Salário mínimo, o valor continua o mesmo já que o texto não prevê pagamento de benefícios previdenciários abaixo deste valor.

Segundo especialistas, esta forma de cálculo poderá sofrer uma forte rejeição no Congresso, considerando ser bastante dura com o trabalhador.

Aumento da idade mínima para Trabalhador rural e Professor

Outro ponto de mudança na proposta da Reforma da Previdência 2019 é justamente na aposentadoria de duas categorias que historicamente tem redução de idade: Trabalhadores Rurais e professores.

Saiba mais sobre a Aposentadoria Rural
Saiba mais sobre a Aposentadoria dos Professores

Para essas duas classes, o governo quer criar uma idade mínima de 60 anos. 

Atualmente, o trabalhador rural se aposenta com 60 anos o homem e 55 anos a mulher. Neste caso, para os homens não iria ocorrer mudança na idade, permanecendo os 60 anos.

Veja também: O trabalhador rural na Reforma da Previdência

A mudança no caso dos Rurais viria com o aumento da idade da mulher, de 55 para 60 anos, além da exigência de uma contribuição mensal para ambos, a ser estipulada por Lei complementar.

No caso dos professores, atualmente a Lei exige apenas 25 anos de magistério para a Aposentadoria, independente da idade. Com a mudança, o professor só poderia se aposentar com 60 anos ou mais.

Ademais, o tempo de contribuição do professor também poderá sofrer alterações, passando a valer o mínimo de 30 anos, tanto para o homem quanto para a mulher.

Leia também:

Professores na Reforma da Previdência 2019
Regras de Transição na Aposentadoria do Professor

Acumulação de Benefícios com a Reforma da Previdência

Outro ponto bastante discutido sobre a Reforma da Previdência em 2019 é o limite progressivo na acumulação entre aposentadorias e pensões.

De acordo com as propostas, vai existir a vedação para que se possa acumular integralmente Pensão Por Morte com a Aposentadoria.

A acumulação será permitida, mas vai haver um desconto progressivo em um dos benefícios, criando-se um limite a ser definido posteriormente.

Esse ponto da reforma sofre enormes críticas por parte de especialistas, pois afinal de contas, as despesas da casa não diminuem pelo fato de um dos cônjuges falecerem.

Mas infelizmente a questão da acumulação das Aposentadorias com Pensões, ainda que de regimes diferentes, é um ponto praticamente certo para sofrer mudanças.

No entanto, quem já acumula tais benefícios não deverá ser atingido por eventuais alterações na Lei, conforme vamos expor abaixo.

O texto com a Reforma da Previdência está praticamente definido pelo Governo. Foto: Agência Senado.

Regras de Transição

Um dos pontos mais aguardados por todos os contribuintes do INSS é justamente sobre as regras de transição para aquelas pessoas que estão próximas da aposentadoria.

Por mais dura que uma reforma da previdência possa ser, as pessoas que já estão com a expectativa do direito à aposentadoria não podem pagar o preço de uma mudança drástica nas regras.

Por este motivo é que a emenda constitucional proposta pelo governo trás uma regra de transição para estas pessoas.

De início, é importante frisar que quem já possui 30 anos de contribuição mulher ou 35 anos de contribuição homem poderá se aposentar na regra antiga, podendo inclusive utilizar o sistema de pontuação para escapar do fato previdenciário.

Desta forma, fica mantida a aposentadoria por tempo de contribuição apenas para as pessoas que já tenham os requisitos na data em que a emenda for aprovada.

Quem ainda não tem os requisitos básicos para a aposentadoria, terá uma regra de transição baseada na pontuação. Essa regra vai valer para todas as pessoas que já estão filiadas na Previdência Social na data de publicação desta emenda.

Até janeiro de 2020, a pessoa vai poder se aposentar nas seguintes condições pela regra de transição:

Mulher

30 anos de contribuição

somatório da idade e tempo de contribuição igual a 86 pontos

Homem

35 anos de contribuição

somatório da idade e tempo de contribuição igual a 96 pontos

A partir de Janeiro de 2020, a pontuação para se aposentar conforme a regra de transição será acrescida de um ponto a cada ano tanto para o homem como para a mulher, até atingir um limite de 105 pontos para ambos.

ANO HOMEM MULHER
2020 97 87
2021 98 88
2022 99 89
2023 100 90
2024 101 91
2025 102 92
2026 103 93
2027 104 94
2028 105 95

Assim, para saber com quantos anos você poderá se aposentar na regra de transição, é só avaliar em que ano a soma da sua idade e tempo de contribuição vai atingir a pontuação referente.

Aviso Importante:

Todas estas informações são baseadas em uma proposta do governo encaminhada para o Congresso nacional. Não quer dizer que as regras já estão valendo ou que vão valer, pois ainda depente de aprovação pelo Congresso nacional.

O site Previdência Simples estará acompanhando todos os procedimentos da Reforma da Previdência e atualizando diariamente este artigo, sempre com as últimas informações sobre este tema. Temos o compromisso de oferecer informações corretas aos leitores.
Veja detalhes das regras de transição para todas as categorias

E quem já Recebe Benefício, como fica?

Algo muito importante a se destacar é que aquelas pessoas que já recebem benefícios do INSS, ou seja, os Aposentados e Pensionistas podem ficar tranquilos.

Qualquer mudança nas regras da Aposentadoria trazidas pela Reforma da Previdência 2019 não podem afetar essas pessoas, que já recebem os seus benefícios.

Este fato de explica pela questão do direito adquirido. Ou seja, quem já possui um direito constituído no passado, não poderá ser vítima agora de mudanças nas regras. Para saber mais sobre Direito adquirido no INSS, clique no Link.

É muito importante destacarmos isso aqui, pois sempre que se fala em Reforma de alguma Lei, as pessoas ficam apovoradas e com medo de perder o seu benefício.

Portanto, quem já é aposentado ou recebe pensão por morte, não precisa ficar preocupado, pois o governo não pode alterar nem o benefício e nem o valor da renda.

Veja também:

Políticos na Reforma da Previdência 2019

Como fica para quem já cumpriu os requisitos

Sabemos que muitas pessoas já implementaram todos os requisitos para aposentadoria, quais sejam, a idade e o tempo de contribuição.

Mesmo com tudo certo, essas pessoas continuam trabalhando e ainda não deram entrada em seus benefícios, por acharem mais vantajoso continuar contribuindo.

É importante destacarmos que quem já está apto a se aposentar, a Reforma da Previdência 2019 não vai afetar de maneira nenhuma.

Isso porque, do mesmo jeito que quem já aposentou ou recebe benefício não pode ser afetado por conta do direito adquirido, as pessoas que já implementaram os requisitos também não podem ser afetadas, mesmo que não tenham dado entrada em seus benefícios.

Mudança nos benefícios assistenciais

A reforma da previdência 2019 não prevê alterações apenas nos benefícios previdenciários.

Os benefícios assistenciais, conhecido também como LOAS, são objeto de grandes mudanças, conforme explicaremos aqui de forma bem resumida.

Loas Deficiente

Manteriam-se todas as regras atuais, apenas uma mudança no valor do benefício que atualmente é de um salário mínimo.

Neste caso, os titulares deste benefício passariam a receber o valor de R$ 1.000,00 (MIL REAIS).

Assim, o Loas para deficiente deixaria de ter uma correlação com o salário mínimo, podendo inclusive ficar até menor que este quando o salário mínimo for atualizado.

Loas idoso

Grande mudança na questão do valor e da idade para receber o LOAS que seria desvinculado do Salário Mínimo, assim como o LOAS deficiente.

Neste caso ficaria assim:

Pessoas de baixa renda com 60 anos de idade ou mais: R$ 400 REAIS.

Pessoas de baixa renda com 70 anos de idade ou mais: Um salário mínimo.

Atualmente o LOAS para o idoso paga o valor de um salário mínimo para a pessoa de baixa renda que completar os 65 anos, seja homem ou mulher.

Com a mudança, embora exista a possibilidade da pessoa já começar a receber uma ajuda do governo a partir dos 60 anos, este valor não estaria atrelados ao salário mínimo, apenas após completar 70 anos de idade.

você pode gostar também
81 Comentários
  1. eduardo sad Diz

    quem tem 63 anos e 35 de contribuicao sera afetado

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Eduardo,
      Não será, pois já preencheu os requesitos, ou seja, jáse configura “direito adquerido”.

      1. Luiz Z. Diz

        Tenho 63 Anos e 30 de contribuicao , como fica?

        1. benjamin
          benjamin Diz

          Luiz Z.
          Pela legislação de hoje, você precisa de 35 anos de contribuição ou 65 de idade para se aposentar. Depois da reforma, ainda não sabemos como vai ficar. Só nos resta aguardar.

        2. fernando Diz

          so entrara em vigor em 12 anos*

    2. Paulo de Abreu Diz

      sem dúvida que não será afetado, pois tendo 35 anos de contribuição sendo homem já tem o direito adquirido ao benefício da aposentadoria por tempo de contribuição. caso seja mulher basta 30 anos de contribuição.

    3. Rosangela Diz

      Vou completar 60 anos em fevereiro e tenho quase 29 de contribuição. Trabalhei muito tempo sem registro. Qual a melhor forma de aposentar? Espero as mudanças. Haverá alguma diferença para quem está próximo da aposentadoria não ser prejudicado com as medidas?

      1. benjamin
        benjamin Diz

        Rosangela,

        O que sabemos até aqui está descrito aí no artigo. Fora isso, é só aguardar mesmo.

    4. Ana Diz

      Vc já tem 98 pontos (63+35) para se aposentar SEM A INCIDÊNCIA DO FATOR PREVIDENCIÁRIO (0,9384 é o seu fator, segundo a tabela de 2019. Teoricamente, este fator diminuirá o seu valor de aposentadoria, mas MESMO ASSIM, FAÇA AS CONTAS COM A INCIDÊNCIA DO FATOR E SEM A INCIDÊNCIA DO FATOR. O que te der maior resultado em termos de valor de aposentadoria é o que deve ser escolhido.
      LIGUE ANTES DA REFORMA PARA O 135 e AGENDE sua ida ao INSS. IMPORTANTE: A DATA DA LIGAÇÃO É A QUE CONTARÁ PARA INÍCIO DO PAGAMENTO DO BENEFÍCIO. Caso vc só encontre agenda para daqui a seis meses, MARQUE MESMO ASSIM! Vc receberá os salários destes seis meses tb!

  2. Cristina Diz

    Como fica agora com a reforma da previdência, a situação das pessoas que são pensionistas e que até então não são incluídas para receber o auxílio acompanhante com aumento de 25% no valor do benefício, como os aposentados por invalidez?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Cristina,

      Por enquanto não mudou nada.

  3. Cirlei Diz

    Tenho 54 anos de idade e 29 de contribuicão,sou mulhera.
    Eu entrarei na reforma?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Cirlei,

      Sim, pois ainda não preencheu o requisitos. Você só não vai entrar se completar 30 anos antes da aprovação da reforma, se a mesma realmente for aprovada.

  4. Rosana Marques da Costa Diz

    Tenho 48 anos e 31 trabalhado estava aguardando até 2022 para completar 85 para receber um pouco mais mensalmente. Devo aguardar?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Rosana,

      Essa decisão só cabe a você mesma.

  5. Flávio Temudo Diz

    tenho 49 anos e 34 anos de contribuição, serei afetado pela reforma?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Não temos como saber.

    2. Paulo de Abreu Diz

      Sim. você está dentro de uma expectativa de direito, e não o direito adquirido que seria de 35 anos tempo necessário para aposentar se homem for e 30 anos para mulher, mais fique tranquilo, que por certo a Lei da Reforma não vai punir os que estão próximos para aposentar, haverá um período de transição para os que tiverem próximo para aposentarem.

  6. sonia Diz

    Bom dia, tenho 32 anos trabalhados e tenho 50 anos de idade, porém sou servicora da secretaria da educacão. Este ano em maio completo 33 anos trabalhaod e 51 anos de idade, no caso eu consigo direito adquirido, ou vou para transição.
    sera que consigo aposentar ate maio de 2020.

    obrigada

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Sônia,

      Infelizmente não temmos como responder sua dúvida.

  7. Elaine Diz

    Sou viúva e recebo uma pensão por morte, há 7 anos, completei os requisitos para aposentaria por tempo de contribuição, ou seja tenho 50 anos de idade e 30 de contribuição. Porém gostaria de trabalhar mais alguns anos para aposentar-me pelos pontos. Caso a nova Lei vete ao acúmulo pensão/aposentadoria, como ficaria meu caso que já possuo uma pensão mas ainda não me aposentei, teria direito ao acúmulo ?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Elaine,
      Pela lógica você não poderia ser atingida por nenhuma mudança porque já recebe a pensão e já tem direito adquirido à aposentadoria. Normalmente isso não seria problema. Mas não se pode afirmar com certeza absoluta. Certeza mesmo você só teria se já tivesse recebendo os dois benefícios. Então, de qualquer forma, não aposentar agora seria um risco, mesmo pequeno, mas que não pode ser totalmente descartado.

  8. Marcus Machado Diz

    Sou servidor público federal, tenho 35 anos de contribuição e 59 anos de idade, faltando 5 meses para completar 60. Serei atingido?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Marcus,

      É bem provável que não. Mas vamos acompanhar a proposta que será encaminhada ao Congresso pelo Governo Federal, assim saberemos os detalhes.

  9. Mayara Diz

    Bom dia, minha mãe deu entrada na pensão por morte pois meu pai faleceu no dia 26/12/18 essa questão do valor da pensão ser 50% do valor que meu pai recebia já está valendo ou somente depois de ser aprovada? Ou seja se não está valendo ainda depois que for concedido a ela vai alterar ou não?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Mayara,

      Essa regra dos 50% ainda não está valendo, e caso passe a valer posteriormente, não vai atingir quem já estiver recebendo benefício.

  10. Adilson Diz

    Minha mãe aposentou aos 55 anos por idade,ela ficara fora da reforma da previdencia?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Adilson,

      Quem já está aposentado não entra na reforma.

  11. Elizete R. de Sá Diz

    Elizete Diz

    Tenho 62 anos e 14 anos de contribuição confirmados. Eu poderia me aposentar pagando esses 12 meses que faltam para carência por idade? Esta reforma vai continuar com os 15 anos de carência?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Elizete,

      Não pode pagar adiantado não. Não sabemos se com a reforma continuará os 15 anos de carência. Mas para quem já está perto de se aposentar, como você, se mudar é muito pouca coisa.

      1. Claudia Sabba Diz

        Ela pode pagar sim. Cabe a ela a decisão de esperar ou não. Mas pode pagar, até porque nem quem preencher os quesitos na verdade terão depois de aprovada seus direitos garantidos. Direitos garantidos será aos que tiverem preenchido os requisitos e comprovado eles no INSS, o que sabemos demora uma vida. Ou seja a pessoa terá que está no processo de pedido da aposentadoria. O que o governo quer com esta história de garantir os que já atendem os quesitos é não apressar o maior número de pessoas a tomarem uma decisão que pode impactar nos cofres públicos. Mas é um direito do cidadão. E ela pode sim pagar adiantado, inclusive no seu lugar eu apertaria o passo. Porque este governo vai garantir que ninguém nunca mais receba aposentadoria, e como já não há vagas de empregos … imagina o que vem por aí.

  12. Maria Cristina Oliveira Diz

    Tenho 52 anos e 31 anos e 04 meses de contribuição. Como seria minha aposentadoria hoje. Teria redução no valor a receber:

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Maria,
      Sim, teria redução, pois neste caso aplica-se o fator previdenciário.

  13. paulo sergio de souza Diz

    falta 5 meses pra dar meu tempo estou tirando os afastamentos entro na reforma e quanto tempo demora essa reforma tem ideia

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Não sabemos ao certo pois depende do Congresso Nacional. Mas dificilmente você vai ser atingido.

  14. Leny Diz

    Tenho 58 anos, 86 pontos e faltam dois meses para me aposentar.
    Será que já tenho o direito adquirido? Grata

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Leny,
      Direito adquirido você só teria se tivesse idade e tempo de contribuição. Mas de qualquer forma, é impossível que a reforma seja aprovada dentro de dois meses. Então você pode ficar tranquila que não será atingida pelas mudanças.

      1. Leny Diz

        Muito obrigada.
        Sucesso.
        Acho que TB não vou pegar o fator previdenciário, receberei integral , mesmo continuando a trabalhar.
        Grata

  15. Ana Diz

    Porque o o governo não arrecada contribuição dos aposentados?

    1. GILSON Diz

      Os aposentados não tem dinheiro nem pra comer , como vai contribuir!

  16. Paula Diz

    Tenho 32 anos e sou viúva a 7 anos, com a reforma da previdência corro o risco de perder meu benefício?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Não.

    2. Anônimo Diz

      não

  17. Valéria Diz

    Oi. Sou professora e posso me aposentar daqui 3,8 meses, consigo entrar na regra de transição?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Possivelmente sim.

  18. José Luiz Diz

    Olá. Sou professor de Ensino Médio. Tenho 56 anos de idade e 28 anos e 6 meses de sala de aula. Se a reforma for aprovada agora como ficaria minha situação ? Se na atual situação está faltando um ano e meio para me aposentar ?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      José,
      Você entraria em uma regra de transição que no momento ainda não sabemos como vai ser.

  19. Sergio Claudio Diz

    Sou servidor federal; tenho 29 anos de contribuição e faço 50 de idade em julho. Sou do concurso de 95. Como ficaria minha situação?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Sérgio,
      Não fazemos análise de casos específicos. Se quiser mais informações sobre a Aposentadoria do Servidor Federal, veja aqui:
      https://previdenciasimples.com/aposentadoria-do-servidor-publico-federal/

  20. Rose Diz

    Olá, sou funcionária publica do estado há 13 anos e tenho mais 18 anos de contribuição pelo Inss referente ao tempo em que trabalhei como empregado em empresa privada. Minha idade é 53 anos. Gostaria de saber se poderei juntar o tempo de contribuição do Inss para completar o tempo de contribuição para aposentadoria, ficando assim com 31 anos de contribuição e entrando no período de transição.

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Rose,

      Poderá sim.

  21. Rose Diz

    Complementando a pergunta sobre inclusão de tempo de contribuição do inss para o serviço público, poderei incluir após a aprovação da reforma ou devo fazê-la imediatamente?

  22. GILSON Diz

    E INFELISMENTE ESSE GOVERNO NÃO TEM NENHUM RUMO SOBRE A REFORMA , SERA UMA REFORMA SEM QUE O POVO TENHA CONHECIMENTO PROFUNDO . E MAIS UMA VEZ O POBRE SERA PREJUDICADO . QUEM TIVER FALTANDO UM ANO OU ALGUNS MESES SERA AFETADO BOA COISA NÃO E . OS RICOS ESTÃO TRANQUILOS TEM CONDIÇÕES DE VIVEREM O TEMPO TODO E ESSA ESPECTATIVA DE VIDA ALTA E SO PRO RICO QUE SE ALIMENTA BEM TRABALHA POUCO E TENHA TODAS AS REGALIAS DO GOVERNO . O POBRE INFELISMENTE NÃO TEM ESSA ESPECATIVA MORRE CEDO E PRINCIPALEMNTE CHEGAR AO 65 ANOS. OS RICOS NA MAIORIA PODE CHEGAR ATE 100 ANOS .

  23. GILSON Diz

    Essa reforma tinha que ser exposta ao povo , bem explicado e com veracidade pelo governo , ou seja antes de ser aprovada pedir o consentimento de uma maioria do povo brasileiro , Pelo que eu to entendendo não vem nada de bom pro pobre. só vejo as mídias e os economistas apoiarem uma reforma que ate eles não sabem o que esse governo vai fazer. Eles não mexem na aposentadoria deles so do povo pobre . Essas reformas não adiantar nada o desemprego so vai aumentar junto com essa legislação trabalhista inutil que so favorece os autos empresarios .

  24. Adilson R. Pinto Diz

    Tenho 43 anos e 29 anos de contribuição, comecei a contribuir na época com 14 anos serei afetado por essa reforma?

  25. Solange da Silva Vilela Diz

    Meu esposo tem 56 anos e contribuiu 25 anos e atualmente fazia bico e não estava contribuindo com INSS, ele sofreu um acidente será que correndo atráz tem chance dele receber beneficio?

  26. Carlos Diz

    Tenho 52,6 anos,34,2 anos de contribuição,vou ser afetado?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Carlos,
      Bem provável que não. O texto divulgado pelo governo permite a aposentadoria nos noldes antigos pelos próximos cinco anos. Mas ainda é uma proposta. Só após a aprovação no Congresso saberemos o que vai ser definido mesmo.

  27. Orlando Costa Diz

    O que eu acho estranho é as pessoas não se manifestarem contra esta reforma, vocês não estão vendo que se aprovar 80% das pessoas não vão chegar a se aposentar vão morrer antes, acorda povo, não deixem eles aprovarem esta reforma. Isso só vai afetar o pobre que já vive uma vida complicada sem hospitais e sem respeito as pessoas idosas.

  28. Sou viúva recebo benefício com a reforma eu posso perder estou ativa trabalhando.posso perder o meu benefício

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Antonia,
      Não vai perder o seu benefício e pode trabalhar tranquilamente.

  29. Luciane Diz

    que já tem o tempo p requerer a aposentadoria por tempo especial vai ter direito adquirido?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Sim, sem dúvida!

  30. Simone Diz

    Ola tenho problemas na duas perna na rodilla tengo 8 contribuicao e 51 anos e nao posso. Trabalhar minhas pernas nao pode caminhar mais 10 minutos

  31. EDIELSON MATOS Diz

    Sou servidor público , 54 anos, atualmente com 11 anos (estatutário), com mais 21 anos contribuídos ao INSS, totalizando 32 anos de contribuição. Nas regras atuais, conseguiria minha aposentadoria em julho de 2.024. No meu caso, conseguirei minha aposentaria na data prevista, mesmo com as possíveis mudanças apresentadas?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Edielson

      Se o governo aprovar a proposta, você vai conseguir sim. Mas é preciso aguardar a tramitação do projeto no Congresso.

  32. Vanilda Diz

    O trabalhador rural entra na reforma da previdência

  33. joao Diz

    e oque muda para quem ja esta aposentado por invalidez, eu sofri um acidente de trabalho e recebo um pouco mais que o salario minimo agora eu vou passar a receber mil reais ? é isto ,,,olha vai ser dificil pois eu tenho varios emprestimos consignado, e como fica

    1. benjamin
      benjamin Diz

      João,
      Você entendeu errado, quem já recebe não será atingido.

      1. joao Diz

        muito obrigado pela resposta, ela é esclarecedora e tambem me deixa aliviado!!

  34. aldo loureiro Diz

    Tenha-se como verdade que quem contribuiu 35 anos levará mais de 15 anos para ter seu dinheiro de volta, pago em mediocras mensalidades, ou seja. só quem tem mais de 80 anos é de fato pensionista.
    Que se dirá do dinheiro de quem morreu sem deixar beneficiário. alias quanto é????????
    Que se dirá dos beneficiários do espolio que não receberão o valor total capitalizado pelo Inss.
    Que se dirá do montante das fraudes não cobradas dos autores, alias quanto é??????????
    Que se dirá do imposto sobre consumo que retorna no dia seguinte das aposentadorias pagas??????

  35. Alexandre Diz

    Referente a reforma da previdência, ao acúmulo de pensões… Quando se optar pelo maior valor, será o maior valor de salário integral dos dois ou será o maior valor de pensão (60% do salário)…
    Caso seja escolhido o maior valor, deveria ser do salário integral…
    Essa proposta para as pensões, com forte redução, será que passa?

  36. Cláudia Rodrigues Diz

    Completo 52 anos de idade em Junho/2019 e tenho 32 anos de contribuição. Pelas minhas contas iria aposentar entre Setembro e Dezembro/2020. Serei afetada pela reforma da previdência? Conseguirei aposentadoria integral?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Cláudia,
      Pelo que está sendo proposto atualmente você poderia se aposentar, porém não pegaria renda integral. Mas vamos aguardar a proposta oficial e o que realmente vai valer. Estaremos atualizado este artigo sempre que surgir novidades. Guarde aí nos favoritos e de vez em quando dá uma passada aqui.

  37. Cristiane Diz

    Tenho 29 anos e 9 meses de contribuição.
    Faltam 3 meses para a aposentadoria.
    Serei atingida com a reforma da previdência.

    Obrigada

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Não.

  38. Luciano Luz de Assumpçao Diz

    Sou servidor público federal, tenho 38 anos de contribuição e 54 anos de idade hoje, abril de 2020 fecho 95. Serei atingido?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Servidor público federal ainda não sabemos como vai ficar. Esta regra dos pontos é para trabalhadores da iniciativa privada.

  39. Sueli rosa milagres Diz

    Boa noite, tenho 22 anos de contribuição sobre o minimo e tenho 59 anos, o que vai mudar para mim ?

    1. benjamin
      benjamin Diz

      Pelo texto apresentado pelo Governo, para você não muda nada, poderá se aposentar quando completar os 60 anos.

  40. Lidio Diz

    Bom dia. Ja completei os 35 anos de contribuição. Em dez-20 alcançarei os 96 pontos que a regra atual exige para fugir do fator previdenciario (opçao que julguei ser mais vantajosa para mim; por isso ainda não entrei com o pedido de aposentadoria). Com relação ao “direito adquirido”, no post voce diz:” quem já possui 30 anos de contribuição mulher ou 35 anos de contribuição homem poderá se aposentar na regra antiga, podendo inclusive utilizar o sistema de pontuação para escapar do fato previdenciário”. Ternho 2 duvidas com relação ao que o “direito adquirido” me garante: 1-Qual sistema de pontuação valerá para mim apos a reforma: o atual que permitira me aposentar em dez-20 atingindo os 96 pontos ou esse que novo, que elevaria para 97 pontos a pontuação em 2020? 2- Se, apos a reforma, eu decidir me aposentar imediatamente, ficará mantido o fator previdenciario para o meu calculo? Grato

Comentários estão fechados.