Calendário PIS PASEP 2019

Veja o calendário PIS PASEP para o ano de 2019

7

Você sabe qual é o Calendário PIS 2019?

O Programa de Integração Social – PIS, é um benefício instituído pelo governo federal, inicialmente com objetivo de criar um fundo para financiar os benefícios aos trabalhadores.

Hoje o PIS e o PASEP (Programa de formação do patrimônio do servidor público), são conhecidos popularmente pelo pagamento de um abono anual aos trabalhadores.

O pagamento deste benefício segue um calendário divulgado anualmente pela Caixa Econômica Federal.

Vamos mostrar agora como funciona o calendário do PIS 2019.

O que é PIS?

O PIS foi criado como um programa de contribuições que buscava a integração entre empregadores e os benefícios sociais concedidos pelo governo.

Veja como Fazer a Consulta do PIS online
Veja se você tem direito ao PIS
Até 1988, as empresas faziam contribuições mensais à Caixa, e esses valores eram mantidos num fundo, que posteriormente era pago ao trabalhador.

O PASEP tem o mesmo intuito de contribuições, porém voltadas para o servidor público. Por meio dele União, Estados, Municípios, Distrito Federal e territórios contribuíam para a formação do fundo dos seus empregados.

Veja como fazer a consulta do Pasep Online

Como funciona o abono do PIS?

Em 1990, o governo instituiu o Abono Salarial ligado ao PIS. Com ele, os trabalhadores que atendem aos requisitos podem receber até um salário mínimo por ano.

O pagamento obedece ao calendário disponibilizado pela caixa, que leva em consideração o mês de nascimento do trabalhador para definir em qual mês será liberado o valor.

Quem tem direito ao abono?

Para receber o abono salarial, o trabalhador precisa preencher as seguintes condições:

  • Ter cadastro no PIS por pelo menos 5 anos;
  • Ter recebido no ano-base até dois salários mínimos, na média;
  • Ter trabalhado para pessoa jurídica no ano-base por pelo menos 30 dias, consecutivos ou não;
  • Ter seus dados informados à Caixa de forma correta pelo seu empregador, por meio da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Qual o valor do abono?

O valor do abono pago ao trabalhador depende do número de meses trabalhados no ano-base, podendo chegar a até um salário mínimo.

Cada mês corresponde a 1/12 de salário mínimo. Assim, com o salário mínimo de R$ 998 em 2019, se a pessoa trabalhou no ano-base por 2 meses, receberá R$ 167.

Caso tenha trabalhado 12 meses no ano, terá direito ao salário mínimo integral.

É importante ressaltar que meses trabalhados por mais 15 dias serão contados como meses completos para fins de pagamento.

Como é realizado o pagamento?

O pagamento do abono pode ser realizado de três formas:

  1. Com crédito diretamente na conta, quando o trabalhador tiver conta corrente ou poupança na Caixa Econômica Federal;
  2. Saque nos caixas eletrônicos da Caixa, nas Casas Lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui, usando o Cartão Cidadão;
  3. Diretamente na agência da Caixa, usando um documento de identificação com foto e o número do PIS.

Calendário do PIS 2019

As datas divulgadas pela Caixa até o momento são as seguintes:

​​Nascido em​Recebem a partir de​Crédito em conta
​Julho​26/07/2018​​24/07/2018​
​Agosto​16/08/2018​​14/08/2018​
​Setembro​13/09/2018​​11/09/2018​
​Outubro​18/10/2018​​16/10/2018​
​Novembro​20/11/2018​13/11/2018
​Dezembro​13/12/2018​​11/12/2018
​Janeiro​​
​​17/0​1/2019
 

15/01/2019

​Fevereiro
​Março 

​​21/02/2019

​ ​
​​19/02/2019
​Abril
​Maio 

​​14/03/2019​​se

 

12/03/2019

​​Junho

É muito importante que os trabalhadores que têm direto ao PIS façam o saque até o dia 28 de junho de 2019.

Após essa data, o governo retoma o valor, e não é mais possível fazer o saque.

Como consultar se tenho PIS?

Para saber se existem valores disponíveis para saque, o trabalhador pode fazer consulta à Caixa pelos seguintes canais:

  • Pelo telefone da Caixa: 0800-726-0207, que atende de segunda a sexta-feira, das 08h às 22h e sábados, das 10h às 16h;
  • Pelo caixa eletrônico, usando o Cartão Cidadão;
  • Pela internet, seguindo os seguintes passos:
    • Acesse o site aqui.
    • Faça login com seu PIS e sua senha da internet;
    • Caso não tenha senha, clique na opção “Cadastrar Senha” e siga o procedimento para o cadastro;
    • Após logar no sistema, escolha a opção PIS e verifique a situação do seu pagamento.

Cotas do PIS

Além do abono, alguns trabalhadores têm direito a fazer o saque da Cota do PIS.

A Cota do PIS é o resultado do Fundo que foi formado até 1988 pelas contribuições. Logo, quem trabalhou até 1988 pode receber valores deste fundo, se não tiver feito o saque total em algum momento até hoje, nas seguintes situações:

  • Aposentadoria;
  • Idade igual ou superior a 60 anos;
  • Todos os trabalhadores que contribuíram entre os anos de 1971 e 1988 e não fizeram saque integral, com qualquer idade, de acordo com a Lei 13.677/2018
  • Invalidez (do participante ou dependente);
  • Transferência para reserva remunerada ou reforma (no caso de militar);
  • Idoso e/ou portador de deficiência alcançado pelo Benefício da Prestação Continuada (LOAS);
  • Neoplasia Maligna – Câncer – (participante ou dependente);
  • SIDA/AIDS (do participante ou dependente);
  • Doenças listadas na Portaria Interministerial MPAS/MS 2.998/2001 (participante ou dependente);
  • Morte do participante (situação em que o saldo da conta será pago aos dependentes ou sucessores do titular).

É possível sacar PIS de pessoa falecida?

Caso o trabalhador venha a falecer e tenha direito, naquele ano, ao recebimento do abono do PIS, os familiares ou dependentes poderão fazer o saque do valor.

Para isso, é necessário o número do PIS e documento de identificação do falecido, além de um dos seguintes documentos:

  • Certidão ou declaração expedida pelo INSS aos dependentes, confirmando a habilitação ao recebimento de pensão por morte;
  • Atestado emitido pela pessoa jurídica para a qual o trabalhador prestava serviços;
  • Alvará judicial onde esteja determinado o sucessor;
  • Partilha ou escritura pública do inventário.
Veja aqui como conseguir a Certidão para o saque do PIS/PASEP 

O abono do PIS é um benefício concedido aos trabalhadores que pode ajudar muito na complementação da renda no mês de pagamento.

É importante ficar de olho no calendário do PIS, para garantir que a data de saque será respeitada e o valor não será perdido.

Veja como fica o calendário PASEP

Calendário PASEP

Pasep

Inscrição 0 – 26/07/18

Inscrição 1 – 16/08/18

Inscrição 2 – 13/09/18

Inscrição 3 – 18/10/18

Inscrição 4 – 20/11/18

Inscrição 5 – 17/01/19

Inscrições 6 e 7 – 21/02/19

Inscrições 8 e 9 – 14/03/19

Veja como ficará o PIS com a Reforma da Previdência
7 Comentários
  1. Alice Diz

    Sou pensionista do INSS tenho direito ao PIS e ao FGTS?

    1. benjamin Diz

      Alice,
      Só se trabalha ou já trabalhou de Carteira Assinada.

  2. Rose Diz

    Meu pai e aposentado mais de 7 anos ja trabalhou em empresas e depois continuou pagando autônomo.ele hoje tem direito

  3. Carlos Augusto dos Santos Diz

    eu me aposentei e continuei trabalhando trabalhei mais sete anos eu posso recupera esse sete anos.

    1. Benjamin Francisco Diz

      Procure o Banco do Brasil. É bem possível que recupere sim.

  4. Carlos Augusto dos Santos Diz

    quero saber se recupero os sete anos sitado acima sem mais nada

  5. Carlos Augusto dos Santos Diz

    quero agradecer e estou esperando resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência de navegação. AceitarMais Informações